LA VOZ LIBRE

Alberto Núñez Feijóo (PP) consultará a la Real Academia Galega antes de publicar el decreto del gallego

"Es el máximo órgano de asesoramiento y consulta del Gobierno gallego en materia de promoción lingüística"

EP
2009-06-18 09:53:11

La Coruña.- El presidente de la Xunta, Alberto Núñez Feijóo, calificó de "cordiales" las relaciones del Ejecutivo gallego con la Real Academia Galega (RAG) y remarcó su compromiso de trasladar a la institución académica el decreto del gallego antes de su aprobación definitiva este año.

Feijóo aprovechó las preguntas de los periodistas sobre el encuentro que mantuvo con miembros de la RAG para insistir en la "cordial" relación existente entre ambas instituciones y subrayar el papel de la RAG "como máximo órgano de asesoramiento y consulta del Gobierno gallego en materia de promoción lingüística", precisó.

También subrayó que por iniciativa propia y no porque se lo pidieran los miembros de la Real Academia Galega les remitirá antes de su aprobación definitiva el decreto del gallego "para saber su opinión", afirmó.

Comentarios

Dice ser GZ
2009-08-24 04:35:06
GALICIA a martyr nation in the Iberian Peninsula. Spain imposes two languages Creole(RAG) or Castilian (known Spanish). A people that has maintained its language even banned for centuries by the colonizers. The colonial police use of firearms on the population they claim to want to speak the native language Galician. See colonial state terrorism: http://www.youtube.com/watch?v=0SKVg61-Bn0&feature=related http://www.youtube.com/watch?v=cRO2SoX8jVA

Dice ser John
2009-08-08 21:12:52
The European Union is democatica, as you can tolerate the Spanish colonialist? The colonization and repression of secular Galicia is a disgrace to the European Union. The eyes close calls into question their own principles. The Basques are considered terrorists by resorting to armed struggle against colonization of their country. The Galicians have not resorted to armed struggle. Nothing is done to prevent it. Here is the Spanish State that uses a firearm to shoot against the Galicians when they say they want to speak the native language. Speak Galician in Galicia is a crime. It is considered extremely radical by the Spanish State. The European Union must intervene because it is intolerable in today exist in Europe and colonial regimes as repressive. The Spain Democracy in Galicia give the right to vote to Castilian settlers to vote on issues that only Galicians concerns such as their own language. In Galicia the Galicians have less rights than the Indians in the American continent, because not a booking are entitled to live as Galicians. All these crimes the state and continue practicing Spanish in Galicia. Censorship and manipulation of the media that it is known abroad.

Dice ser Maria
2009-07-19 05:24:08
Concordo cos comentaristas anteriores. Os galicia-bilingue deben ir para Castela. Alí é o sitio correcto para defenderen o galego en igualdade co castelán. Na Galiza non. Na Galiza só en Galego porque xa temos moitos séculos de escravitude lingüística, cultural, económica e humana. De aquí a uns séculos cando o galego tiver o mesmo tempo en Castela que o castelán tivo na Galiza podemos conversar....

Dice ser Martins
2009-07-13 01:54:14
Estou certo que hoje não é possível lutar pela autodeterminação da Galiza sem recorrer aos meios de Comunicação Internacionais e aos Tribunais Internacionais. Dentro do regime colonial espanhol só podem esperar mais do mesmo. Por isso do Brasil aconselho os líderes políticos patriotas da Galiza a montarem um sistema informativo junto das Agências de Notícias Internacionais para que a causa galega seja conhecida em todo o mundo e ganhe defensores. Não ganham esta batalha contra o colonialismo espanhol sózinhos. Por outro lado a prática do colonialismo faz que os seus simpatizantes e executantes cometam crimes contra a Convenção Europeia dos Direitos do Homem. Os líderes patriotas devem aproveitar tanto os crimes de delitos difamatórios contra o povo galego seja eles ditos por particulares ou pelos meios de comunicação, como os crimes de Estado praticados por polícias e tribunais. Sabem que por cousas bem menores já vários tribunais de Estados soberanos foram condenados no TEDH em Estrasburgo? Um Abraço de solidariedade do Brasil

Dice ser Jos
2009-06-21 15:48:22
A RAG é uma arma do neocolonialísmo na GALIZA. Crioulo castrapo da RAG nom é Galego. Português actual é Galego actual ou Galego actual é Português actual como queiram. O Galego é idioma milenário e universal. Há uma grande igualdade entre a pronúncia de um português analfabeto e a norma escrita da RAG. Exemplo. Português normal: Quer que abra (analfabeto: quer cabra ); português normal: qualquer (analfabeto: calquer); português normal: qual (analfabeto: cal ); português normal: com o (analfabeto: co ); português normal: com a (analfabeto: coa ); português normal: com os (analfabeto: cos ); português normal: com as (analfabeto: coas ); português normal: com um (analfabeto: cum ); português normal: com uns (analfabeto: cus ); português normal: irmos (analfabeto: imos ); português normal: também (analfabeto: tamém ); português normal: ouvido (analfabeto: oído ); português normal: quando (analfabeto: cando ); português normal: quanto (analfabeto: canto ). Na verdade a norma ortográfica da RAG/ILG é a oficialidade do colonialismo linguístico na Galiza. É escrever galego de ouvido como fazem os velhos e analfabetos portugueses, aplica normas da grafia castelhana em vez da galega como como exemplo a troca dos (NH e LH) galegos pelos (Ñ e LL ) castelhanos e ainda a troca do (Ç) galego em algumas palavras pelo (Z) castelhano como as palavras castelhanizadas com o terminar em (cion ) quando em galego nenhuma palavra termina em (n). A troca do (B) pelo (V) também é uma característica de analfabetismo na língua portuguesa. A Galiza só tem progresso humano galego se em primeiro lugar recuperarmos a grafia do nosso idioma livre da Humilhante época dos séculos escuros que nos tornou analfabetos no idioma nativo. Galego actual é português actual como castelhano é espanhol e ninguém contesta. Alfabetizar no nosso idioma IMEDIATAMENTE a Galiza! http://www.youtube.com/watch?v=sGxxE0DqfQM

Dice ser Luis
2009-06-20 03:13:24
Na Galiza em Galego! A GALIZA tem moitas janelas abertas no mundo para si. A Galiza non está só no mundo. A España é que teima em nos illar e fechar as nossas janelas de Cultura , comercio e liberdade...: http://www.youtube.com/watch?v=uZVGThkTW7U

Dice ser antimanipuladores
2009-06-19 17:14:05
Estamos ante unha nova manipulación deste individuo. A RAG non ten como misión promocionar o galego. Esa misión tena o goberno da Xunta tal como establece a Lei de normalización lingüística (1983). Isto é evidente, dado que a RAG non ten competencias para actuar neses ámbitos: ensino, administración, medios audiovisuais públicos, etc... A Academia dedícase só á ortografía e á norma correcta do idioma, igual que a RAE no caso do castelán. Por outra banda, a RAG non ten ningunha relación co ensino, que é xustamente o ámbito ao que se vai referir o decreto. A xogada consiste en desviar o asunto a unha institución que non ten nada que ver co tema, pero que sexa facilmente manexable para quedar ben, mentres eles van podando e desmontando o pouco que hai en galego.

Dice ser FernandesComo se prova que galego e portugus o mesmo idioma a norma RAG uma tentativa de colonizao espanhola da escrita galega.
2009-06-19 06:03:05
Do texto oficial mais antigo escrito em galego por D Afonso IX em 1228 vamos analizar as seguintes palavras:-Galego de 1228: Mão, Mãos (português actual: Mão, Mãos); ( RAG: Man, Mans).- Galego de 1228: Faço ( português actual: Faço); ( RAG: Fago). -Galego de 1228: Sua ( português actual: Sua); ( RAG: Súa).- Galego de 1228: Quiser ( português actual: Quiser); ( RAG: Quixer). -Galego de 1228: Esse ( português actual: Esse); ( RAG: Ese).- Galego de 1228: Quantos ( português actual: Quantos); ( RAG: Cantos).- Galego de 1228: Qual ( português actual: Qual); ( RAG: Cal). -Galego de 1228: Força ( português actual: Força); ( RAG: Forza).- Galego de 1228: Um ( Português actual: Um); ( RAG: Un). -Galego de 1228: Uma ( português actual: Uma); ( RAG: Unha).- Galego de 1228: Duas ( português actual: Duas); ( RAG: Dúas).- Galego de 1228: Vassalos ( português actual: Vassalos); ( RAG: Vasalos). -Galego de 1228: Vendam ( português actual: Vendam); ( RAG: Vendan).- Galego de 1228: Juizo ( português actual: Juizo); ( RAG: Xuizo). Conclusão a norma portuguesa é igual ao galego de 1228 e a norma RAG é diferente EM TODAS ESTAS PALAVRAS E TODAS AS DERIVADAS DESTAS E AINDA DE MUITAS OUTRAS QUE NÃO CABEM DENTRO DESTE COMENTÁRIO. Conclusão Final: A norma ortográfica da RAG é espanhola e não galega. A RAG faz colonização linguística. O galego original e o português é o mesmo idioma. Os ditongos nazais “ão” e ”ãos” e o “S” entre duas vogais ter de ser dobrado para não ser lido como “Z” e o “ç” “Jᔠ“Ge” “Gi” “Jo” “Ju” em vez de castrapo (“Xa” “Xe” ” Xi” “Xo” “Xu”) e outras normas do padrão universal do idioma galego existem pelo menos desde1228. A norma: http://www.youtube.com/watch?v=sGxxE0DqfQM

 
 
 

Economía

Javier Fernández

Javier Fernández

Periodista
Hagan sus apuestas. ¿Cuánto tardaremos en quebrar definitivamente las cuentas públicas? ¿Dos, tres, cuatro, cinco  [...]

Política

Enrique Arias Vega

Enrique Arias Vega

Periodista y economista
 En Berlín aún quedan ancianos -pocos, por fortuna- que un 13 de agosto de 1961 vieron desde la parte oriental de la ciudad  [...]

Política

Julia Navarro

Julia Navarro

Periodista y escritora
Es curiosa la casi indiferencia que ha producido el anuncio de ETA de que va a entregar las armas



La Voz Libre on Facebook